Corrida sequestral

Padrão

Começa com eu e uma galera reunida (no sonho era a minha familia),fizemos uma aposta de quem chega primeiro na praça japones (realmente existe essa praça aqui na cidade),todos duvidaram que eu conseguiria pq iria fazer um trajeto totalmente diferente.

Então é dada a partida,todos estavam de bicicleta,fui que nem uma louca,não parei nunca,tive a sorte de pegar quase todos os semáforos fechados,exceto um,que abriu bem na hora que estava passando,mas tive a sorte de cair bem no meio de dois carros e eles não me pegarem.
Levei um puta susto…quase morri,mas o desespero e medo sairam de uma vez do meu coração,logo veio a vontade de mostrar que todos estavam errados.

Não aprava, minhas pernas doiam,mas continuei…avistei a praça,tinham algumas pessoas no ponto,mas seriam eles?Quando cheguei não,não eram,fui a primeira…e agora a dúvida…onde esperar.

Fui mais pra frente,esperar,quando vejo que a galera toda chegou,vou lá e todos surpresos…sim,eu fui a primeira a chegar!

A lider (a mãe) pega e vira:
-Nossa Livia, ninguem acreditou realmente que você tivesse chance de vencer esse desafio.
-Pois é mãe, com perseverança e fé tudo é possivel!Tudo bem que quase morri mas…
e todos riram.

O ônibus que estava parado na hora em que estavamos falando sobre isso se movimenta,todos os passageiros ja estão à bordo,dois caras,estranhos estão nos olhando,então pegam a nossa irmã caçula.

Começamos a correr atras deles,mas nada adiantaou,eles sumiram.

Anos se passaram,e nada da nossa irmã,agora moramos numa casa improvisada,debaixo do metrô,onde minha mãe fazia seus shows de bailarina.

Ninguem sabia que moravamos lá.

Quando estamos brincando e conversando,escutamos os passos de nossa mãe…e um tiro.

Vimos os caras,sim,os mesmos que pegaram a nossa irmãzinha,pela parede,é,a parede na verdade deixava com que conseguissemos ver quem passava do outro lado,mas nninguém nos via.

Eles mataram a nossa mãe,contemos o choro para eles não matar o resto da familia.

Quando percebemos que já estavam longe,meus irmãos que agora pareciam tão pequenos começaram seu pranto de dor, e eu tentava reconfortá-los mesmo com uma grande dor no coração.

Então pego o ultimo rolo de papel higiênico,arranco vários pedaços,e dou um pedaço pra cada um.

Então digo:
-Tá vendo esse pedaço de ph?é como se fosse cada um de nós -fui pegando um por um e colocando um em cima do outro,finalizando com o meu- eu sempre estarei do lado de vcs,os protegendo,sempre!A união é que faz a força,então nunca vamos nos separar!

Acordei assutada mais uma vez,pego o celular e vejo que horas são…
10h20,penso de novo,vou dormir,então rola o terceiro sonho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s